quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Juniores - Nac. 2.ª Div.: Fafe estreia-se em casa este Sábado frente ao Varzim

Pedro Carneiro mantém-se na baliza dos Ases de S. Jorge

Texto: João Carlos Lopes 

Ases já têm dois guarda-redes

O guardião Pedro Carneiro, de 23 anos, renovou a sua ligação ao Desportivo Ases S. Jorge por mais uma época, clube que recentemente tinha renovado com outro guardião Bruno Magalhães.

Carneiro já vestiu a camisola de clubes como o G.D. Infantas e Agrupamento Santa. Cristina. Vai manter-se nos Ases,clube por onde passou também na formação.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Entrevista: Álvaro Ferreira (ACD Pica) deixa de jogar futebol aos 41 anos

Texto e foto: João Carlos Lopes 

“Dei sempre o meu máximo em cada treino e em cada jogo”

Álvaro Ferreira entendeu que era o momento de pendurar as chuteiras mas não o fez numa idade qualquer mas sim aos 41 anos quando ainda se sentia com capacidade física para treinar e jogar mais uma temporada. Este funcionário bancário, com licenciatura em Informática e Gestão, caracterizou-se sempre pelo empenho que colocava a treinar e a jogar numa vida de futebolista que se prolongou por três décadas e em que foi sempre o exemplo para os mais novos e em alguns casos até para os mais velhos. A sua atitude dentro de campo nunca passou despercebida a ninguém. Poia ter ido mais longe no futebol mas quando havia possibilidade para tal optou por dar prioridade aos estudos e hoje não se arrepende de o ter feito. A ACD Pica perde um médio de referência e um dos capitães da equipa, na última dúzia de anos que se tornou num símbolo do Clube onde irá continuar a treinar uma equipa das camadas jovens. Entrega, abnegação, raça e muito querer são alguns dos muitos adjectivos que se adaptam na perfeição a este médio ala direito que era também uma referência no balneário do Clube. 


Ainda se lembra do primeiro jogo de futebol em que participou?

O primeiro jogo em que participei foi num Fafe- Vitória de Guimarães a contar para o campeonato distrital de iniciados que por acaso vencemos. Nessa altura o capitão da equipa era o Paulo Cavadas. Depois disso representei todos os escalões do Fafe até aos juniores. 

Que Clubes representou depois como sénior?

Assinei pelos seniores da AD Fafe mas como estava a estudar na universidade e havia dois treinos por dia não dava para conciliar e acabei por ser emprestado ao Mondinense. Depois vim para a ACD Pica onde estive dois anos, ingressei posteriormente cinco anos no OFC Antime onde subimos à divisão de Honra que na altura correspondia ao Pro-Nacional de agora. Passei ainda pelo Atlético Cabeceirense, por três temporadas, onde subimos à 3.ª Divisão Nacional, seguiu-se o Vieira SC de onde regressei à Pica por uma dúzia de épocas seguidas. 


Qual o Clube que mais o marcou em toda a carreira?

Foi mais que um. Primeiro o Fafe que me abriu as portas do futebol e me formou como homem. Depois o Antime porque foi lá que aprendi o que era o futebol e tinha um grupo de jogadores e amigos à moda antiga que nunca mais voltei a encontrar na carreira. Por último mas o mais importante de todos, a Pica, por tudo o que representa para mim, pois sentia-me como peixe na água, quer em termos desportivos quer no acolhimento. Foram muitos anos a criar raízes que jamais serão cortadas. Por isso estou eternamente grato a este clube por tudo que me proporcionou e me fez sentir no futebol. 

Houve alguma pessoa que jamais esquecerá nestes anos todos?

Como atletas há dois jogadores a quem me senti sempre ligado que foram o Richa e o Davide, ainda que tenham existido outros com quem criei grandes laços de amizade. A nível directivo o Francisco Oliveira e o António Cunha “Toninho”. Como treinadores tive dois treinadores que me marcaram imenso, o José Maria Fangueiro que na altura já era um visionário do futebol e o António Valença, que era um autêntico sábio e um grande líder. Se bem que guardo boas recordações de todos e cada um à sua maneira me marcaram, pois aprendi com todos eles.


Acha que podia ter chegado mais longe enquanto futebolista?

Sem dúvida que sim. Caso não tivesse feito a opção de ir para a faculdade, mas a vida é feita de opções. No entanto, chegando ao final da minha carreira não estou arrependido das decisões que tomei. 


Qual o momento mais alegre que viveu enquanto jogador?

As subidas de divisão marcam-nos de uma forma diferente, pelas alegrias que nos proporcionam e por nos fazer sentir que valeu a pena todo o esforço. 


E o mais triste?

É totalmente o inverso as descidas de divisão porque também as tive. Graças a Deus em 30 anos de futebol nunca tive uma lesão grave mas sei o que isso é porque assisti a uma de um colega de equipa bem de perto, uma rotura total do tendão de Aquiles, num treino, que é uma das lesões mais graves no futebol. 


Recorda-se de quantos golos marcou? 

Nunca tive por hábito apontar os golos que marquei mas posso dizer que no total foram seguramente mais de cem, não sendo essa a minha principal função dentro de campo, uma vez que actuava em terrenos mais recuados do campo. 


Algum desses golos foi mais importante que os outros todos? 

Há um que nunca mais me esquece que foi pelos Juniores do Fafe contra o Gil Vicente. Tenho a noção que também marquei alguns golos que valeram vitórias às equipas que representava. 


O que sente um jogador quando vê a carreira a aproximar-se do fim?

Nunca estabeleci uma meta para terminar a carreira de futebolista porque me senti sempre com disponibilidade física para fazer uma época atrás da outra. Posso dizer que ainda me sentia capaz de fazer mais uma temporada sem qualquer problema a nível físico e ao nível da Divisão de Honra que é a do Pica. 


Porque decidiu que não queria continuar a jogar mais futebol? 

Era uma decisão que estava tomada a algum tempo mas faltava-me o motivo. O que me levou a abandonar era dar prioridade a outras coisas, deixar espaço para os mais novos e como não sei estar no desporto que não seja a cem por cento entendi ser agora o momento mais certo e oportuno para abandonar a carreira para não manchar um percurso imaculado construído ao longo de 30 anos em que raramente faltava a um treino e dei sempre o meu máximo em cada treino e em cada jogo que participei. 


A que se deve a sua longevidade no futebol?

Considero que sempre tratei o meu corpo e levei uma vida regrada de maneira a que estivesse sempre apto a responder às exigências do futebol em todos os sentidos. Tive sempre o cuidado não fazer noitadas antes dos jogos, o que aliás já não era meu hábito. Evitei sempre as bebidas alcoólicas e tive todos os cuidados que um jogador deve ter para não comprometer a equipa. 


O futebol deu-lhe ou tirou-lhe alguma coisa?

As duas coisas. Por um lado, deu-me muitas alegrias, momentos indiscritíveis, desde amizades para a vida, coisas fantásticas que não se consegue transpor para palavras. Por outro lado, impediu-me de viver uma vida normal, inclusive a nível profissional, pois como disse atrás só sabia estar no desporto a cem por cento. Nesse aspecto o futebol condicionou-me um pouco. Contudo, o balanço é francamente positivo. 


Agora que terminou a carreira de futebolista vai deixar de praticar desporto?

Isso nunca. Para mim nunca existiu defeso, pois mal acabava uma época eu não parava e agora continuo a praticar desporto, seja a correr, andar de bicicleta, fazer ginásio ou jogar futebol com os amigos. 


Vai continuar a treinar miúdos?

De princípio tudo indica que sim, faltando apenas definir qual o escalão sendo certo que o farei na ACD Pica.

Viagem mais bilhete para o Olhanense - Fafe apenas por 30 euros

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Andebol: José António fala do presente e do futuro do AC Fafe

Redacção/AC Fafe

"A equipa tem mais condições do que as que tinha no passado"

Palavras aos Fafenses e apoiantes do ACFAFE, do treinador da equipa Sénior, Prof. José António Silva

"No último fim de semana disputou-se a prova para definir duas das equipas que integrarão o Campeonato Andebol 1, que é como sabem, a prova de topo em Portugal no que ao Andebol masculino diz respeito.

Sensivelmente a meio de Agosto, as equipas participantes proporcionaram jogos muito competitivos e com grande carga emocional.
Estão de parabéns todas as equipas participantes pelo esforço desenvolvido para se apresentarem competitivas.

Para mim e para todos os elementos do Andebol Clube de Fafe, esta prova constituiu-se como um momento marcante, para o qual nos procuramos preparar o melhor possível, tendo em atenção todos os constrangimentos presentes.

No que diz respeito à prestação do Andebol Clube de Fafe:

1º jogo (Sismaria) menos conseguido e um resultado muito sofrido. Mérito, muito mérito, do Sismaria e demérito nosso, eventualmente devido a alguma ansiedade.

No 2º jogo, com a Ac. de S. Mamede, o ACF conseguiu aproximar-se um pouco mais do que vinha fazendo em alguns jogos-treino, tendo obtido uma boa vitória perante um excelente adversário.

Objectivo principal alcançado, tendo a equipa demostrado que tem margem de progressão, que acredito, se concretizará com mais tempo de trabalho em conjunto e com um melhor controlo da ansiedade.

Agradeço a todos os elementos do Clube (jogadores, técnicos, dirigentes e fisioterapeuta) o trabalho desenvolvido.

Agradeço também aos que abdicaram de algum do seu tempo para apoiar a equipa em Avanca e a todos aqueles, que não podendo estar presentes, nos enviaram mensagens de incentivo. Destes últimos destaco a mensagem enviada pelo “Capitão” Armando Pinto (que tanto e durante tantos anos deu tudo o que podia ao Clube...) e a do Dario Andrade.

O futuro...

Como já referi acredito que a equipa tem ainda margem para progredir, convicção que assenta principalmente em três factores:

- Temos ainda pouco tempo de trabalho em conjunto - há muitos jogadores que jogam juntos pela primeira vez - pelo que é expectável que a equipa melhore a sua performance;

- A maior parte dos jogadores ainda são jovens, pelo que podem e devem melhorar a sua prestação se trabalharem como se espera;

- Se forem cumpridas as duas premissas anteriores, é expectável que consigamos gerir melhor determinados momentos do jogo, algo que só será possível com o desenrolar da competição.

Neste momento a equipa tem melhores condições do que as que tinha no passado, para abordar a competição de mais alto nível em Portugal, o que não significa que todos os problemas estejam resolvidos.

De facto, entendo que ainda falta criar algumas condições para que, de acordo com o objectivo traçado, o Clube estabilize no máximo escalão da competição e consiga alcançar melhores performances.

Para que isso se concretize, não basta querer e falar em querer. É necessário que todos trabalhem diariamente com dedicação e empenho, olhando primeiro para o interesse colectivo e colocando o interesse pessoal em segundo plano.

Para além disso é imperioso que todos os Fafenses e outras pessoas que gostam do ACF se unam em torno deste objectivo, criando melhores condições para que os atletas respondam à exigência que é imposta. É importante referir que essa exigência não resulta de um pensamento abstracto, decorrendo antes da participação numa competição deste nível.

Apesar da evolução verificada, debatemo-nos ainda com muitas dificuldades, das quais destaco as duas mais relevantes no momento:
- Plantel muito reduzido;
- Condições de trabalho ainda não totalmente de acordo com as necessidades da equipa.

Decorrente do que atrás foi referido, apelo a todos os que possam colaborar com o Clube, que o façam, por forma a que o excelente grupo de trabalho que se está a formar possa ainda ser reforçado e as condições de trabalho melhoradas, criando assim uma base consistente para concretizarmos os objectivos definidos.

José António Silva"

Residentes venceram os Emigrantes de Monte e Queimadela em jogo convívio

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR

No final ganhou o fair play e a amizade

Os residentes da União de Freguesias de Monte e Queimadela levaram a efeito mais uma edição do torneio que foi criado com o objectivo de criar dinâmica no interior da freguesia Monte/Queimadela, com os residentes locais e os emigrantes que por esta altura do ano visitam a família, em jogo disputado nas instalações do GD Travassós.  

O resultado foi de 5-2 a favor dos residentes, num jogo foi emotivo com muitas oportunidades de golo. Embora o resultado seja expressivo houve sempre alternância no marcador, com um final diabólico a favor dos residentes. Não houve lesões e o grande vencedor acabou por ser o fair play e a grande amizade que une todos os participantes.

Para apimentar a partida, a organização, levada a cabo pela GCDR de Queimadela, Bolota Campestre e União de Freguesias de Monte e Queimadela, além de taça para o vencedor estipulou uma troféu para melhor guarda redes e melhor marcador, André Vieira e Ricardo Gonçalves, respectivamente, ambos da equipa dos residentes. 

No final houve convívio com porco no espeto para todos nas instalações do GDCR de Queimadela.

Rafinha reforça a ala esquerda dos Ases de S. Jorge

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR 


Lado esquerdo fica mais seguro 

Diogo Rafael "Rafinha", 20 anos é o mais recente reforço do Desportivo Ases S. Jorge e tem capacidade para fazer a diferença na ala esquerda. 

Mais um jovem atleta um pé esquerdo bem calibrado e com grande entrega dentro de campo que fez a sua formação no Desportivo Ases S. Jorge e AD Fafe e representou os seniores do GD Silvares. 

É mais um jovem de qualidade que se enquadra no perfil desejado pelos Ases de S. Jorge, com passagem pela formação do clube e pelo Fafe e, por isso, perfeitamente identificado com o grupo. Os Ases estão cada vez mais fortes para atacar a temporada 2016/17.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Rafael Leite vai treinar o Desportivo Arco de Baúlhe

Texto e foto: João Carlos Lopes 

Treinador chegou a acordo com a equipa de Basto

O técnico fafense Rafael Leite, de 40 anos, que teve uma passagem longa pelo GD Fareja, nas duas últimas épocas na 1.ª Divisão Distrital, chegou a acordo com o Arco de Baúlhe e será o seu próximo treinador na temporada 2016/17. Vai ter como adjunto Tony Machado que já fazia parte da sua equipa técnica.

O Clube de Basto já tinha abordado o treinador fafense antes mas nessa altura não houve entendimento. De salientar que o treinador chegou a ser falado para treinar o GD Travassós e também os juniores da ACD Pica mas agora fica tudo claro e vai mesmo é treinar o Arco de Baúlhe. 

Trata-se de um técnico que leva o trabalho muito a sério, estudioso, empenhado e muito dedicado aos projectos em que se compromete.   

1.ª Divisão AF Braga: Fareja - Arco de Baúlhe e Gandarela - Silvares na 1.ª jornada

Texto: Ricardo Jorge Castro

Dérbi fafense logo na segunda ronda do campeonato


O sorteio da 1.ª Divisão da AF Braga, realizado no passado dia 17 de agosto, ditou que o Fareja vai receber o Arco de Baúlhe na primeira jornada da Série D. Já o Silvares desloca-se à Gandarela de Basto, para defrontar a equipa local.

Quanto ao duelo entre as duas equipas fafenses que militam na primeira divisão, o mesmo vai acontecer logo à 2.ª jornada (02 de outubro), no Campo Professor Manuel José Dias, onde o Silvares vai receber o Fareja.

O campeonato começa a 25 de setembro.


Legião Estrangeira - CPP: Vários desfechos para as equipas dos fafenses

Equipa de João Miguel venceu em Cinfães

CAMPEONATO DE PORTUGAL PRIO 2016/17 

A primeira jornada do CPP trouxe desfechos diversos para os vários jogadores fafenses espalhados por equipas de fora do Concelho de Fafe.

SÉRIE A

O Montalegre de Leonel Costa perdeu em casa com o também recém promovido Merelinense por 2-4.

O Bragança de Miguel Lemos recebeu o também recém promovido Ponte da Barca e goleou por 4-0. 

O Torcatense de Ricardo Soares recebeu o Limianos e a contenda terminou como começou, com uma igualdade sem golos. 

SÉRIE B

O Amarante de Tiago André recebeu os insulares da Camacha a quem venceu por 1-0. 

SÉRIE C

O Moimenta da Beira de João Miguel, deslocou-se ao terreno do Cinfães, onde conseguiu uma preciosa vitória por 1-0.

O Coimbrões dos irmãos Diogo e João Costa deslocou-se ao recinto do Cesarense, em Oliveira de Azeméis, onde empatou a uma bola. 

II Torneio Cidade do Futsal já tem calendário de jogos. Confere!





domingo, 21 de agosto de 2016

II Torneio Cidade do Futsal já tem calendário de jogos. Confere!

Mais uma renovação e um reforço de peso nos Ases de S. Jorge

Redacção/JCL 


Dois atletas com muita qualidade 

Os Ases de S. Jorge asseguraram o concurso de mais dois bons jogadores ao renovarem com Fonseca (China) e contratarem Carvalho (ex-OFC Antime), dois jogadores com qualidade para garantirem estabilidade na defesa e meio campo dos ases.  

Gonçalo Fonseca, "China" é um defesa central de 21 anos, que renovou o seu vínculo ao Clube onde fez formação antes de sair para a também formaçºao da AD Fafe. 

O médio Bruno Carvalho, de 20 anos, é um reforço de peso para a equipa dos Ases S. Jorge depois de ter tido a primeira experiência como sénior  no OFC Antime na Divisão Pró-Nacional, tratando-se de atleta possante, voluntarioso, com qualidade técnica e táctica e vai seguramente acrescentar qualidade ao centro do terreno da sua nova equipa. Também ele tinha passado pela formação dos Ases S. Jorge e da AD Fafe.


Andebol - Liguilha: AC Fafe venceu S. Mamede 25-17 e mantém-se na 1.ª Divisão

Texto: João Carlos Lopes

Podia perder por 5 mas venceu por 8 

O AC Fafe venceu a Académica de S. Mamede por 25-17 e garantiu a permanência na 1.ª Divisão
ao Nacional de Andebol, juntamente com o seu opositor, ficando apenas de fora desta liguilha o Sismarias.  

Para garantirem a permanência os fafenses podiam até perder por cinco mas o técnico José António Silva quis mais e ficou com o primeiro lugar da liguilha ao vencer este decisivo encontro para os fafenses.   

Ao intervalo os fafenses já tinham conseguido uma margem favorável de quatro golos tendo terminado a primeira parte a vencer por 14-10.

Na segunda parte o AC Fafe reforçou o estatuto  ampliou a vantagem tendo terminado com um parcial de oito golos de diferença,duplicando a margem que tinha ao intervalo. 

Está de parabéns toda a estrutura fafense que apostou na continuidade no escalão maior do andebol nacional e conseguiu-o.  

sábado, 20 de agosto de 2016

Jogo de preparação: OFC Antime, 3 - GCD Regadas, 1 (Bem disputado)

Nuno Almeida a controlar a bola sob a pressão de João
Texto e foto: João Carlos Lopes 

Ambas as equipas deram boas indicações

O OFC Antime, com uma equipa muito desfalcada, apenas com 14 jogadores, recebeu o GCD Regadas que levou 19 atletas para esta partida, tendo os operários vencido por 3-1, numa partida, bem disputada,  própria de pré-temporada, com muitas trocas de jogadores o que quebra sempre o ritmo. O novo reforço dos antimenses, Nuno Almeida já actuou neste jogo.  

O Antime abriu o activo aos 32', através do antigo regadense Di Maria, mas o Regadas reagiu de imediato e chegou à igualdade no minuto seguinte através de Pauleta. Ainda antes do intervalo Rubem marcou para o Antime, aos 43' e colocou o resultado em 2-1. 

Na segunda parte houve apenas um golo que chegou aos 79', através de Raul na conversão de uma grande penalidade. 

Ambas as equipas deram boas indicações para o futuro, em que se vão cruzar pelo menos duas vezes pois militam no mesmo campeonato e na mesma série. O Antime ainda aguarda o regresso de muitos jogadores que se encontram em gozo de férias.   

Foi o primeiro jogo de pré-temporada para as duas equipas pelo que a tendência é melhorarem com o acumular de minutos de jogo, antes do início da temporada. 

Jogo Realizado no Campo de Jogos de Antime. 

Árbitro, Costa Pereira, auxiliado por João Ribeiro e Diana Leitão. 

OFC ANTIME FEZ ALINHAR: Preto e Eduardo; Beijinhos, Raul, Nuno Almeida, Castanha, Di Maria, Carioca, Nuno Gonça, Ruben, Tiago, Malhado, Ricardo Morais e Marco. Treinador, António Pereira. 

GCD REGADAS FEZ ALINHAR: Júlio Ismael e Rui Sampaio; Tiago, Marco André, Julien, Terinho, João, Buga, Leandro, Pauleta, Flávio, Rui, Jota, Camilo, André, Fábio, Marcelo e Lipinho. Treinador, José Manuel Teixeira. 

GOLOS: Di Maria, 32'; Pauleta, 33'; Ruben, 43' e Raul, 79' (g.p.).  

Andebol - Liguilha 1.ª e 2.ª Div.: AC Fafe, 23 - Sismarias, 23 (S. Mamede já subiu)

Texto: João Carlos Lopes 

ACF não pode perder por mais de cinco golos para ficar na 1.ª 

O AC Fafe empatou com a formação leiriense do Sismarias a 23 golos na primeira partida que fez para a liguilha entre os fafenses ainda na 1.ª Divisão e a lutar para não descer, os leirienses e ainda a equipa da Académica de S. Mamede, que lutam para subir, uma vez que o Sporting da Horta foi repescado para a 1.ª Divisão e ficou de fora desta disputa. 

Os fafenses estiveram a vencer ao intervalo por 13-11 e estiveram com uma vantagem de seis golos. A segunda parte foi menos conseguida nas nada está perdido e está tudo em aberto para os fafenses poderem manter-se na 1.ª divisão, até porque o S. Mamede já não precisa e deve jogar mais relaxado. 

Fafe ao resultado o dia anterior em que o Sismarias, tinha perdido por 18 com a Académica de S. Mamede, os fafenses podem até perder o jogo de amanhã frente aos mamedenses desde que não seja por mais de cinco golos. Recorde-se que caso tivesse ganho a partida com os Sismarias os fafenses estavam apurados, como já está o S. Mamede. 

O jogo contra a equipa de Matosinhos é este domingo em Avanca, no pavilhão Comendador Adelino Costa, pelas 18 horas, e os fafenses jogam o seu futuro nesta partida.

Jogo de preparação - Juniores: AD Fafe, 1 - Boavista FC, 1 (terminou a pré-época)


Texto e fotos: João Carlos Lopes 

A partir de agora os jogos valem pontos  

O último jogo de preparação dos juniores da AD Fafe foi em casa, no Campo n.º 2, contra o Boavista FC e terminou com um empate a uma bola com as duas equipas em busca do segundo golo. 

Ivo Castro que tem o campeonato Nacional da 2.ª Divisão à porta, tal como o Boavista que jogará noutra série, aproveitou para utilizar praticamente todos os jogadores que tinha disponíveis nesta partida que teve uma assistência considerável tendo em conta a quantidade de eventos desportivos que se realizavam à mesma hora. 

A equipa que viajou do porto foi a primeira a marcar e os fafenses conseguiram igualar ainda antes do intervalo através de uma grande penalidade convertida por Muna. 

Resta agora aguardar pela primeira jornada do Campeonato, no mesmo local, já no próximo Sábado, quando os fafenses receberem a sempre incómoda visita do Varzim SC. De salientar que em relação à época passada há uma equipa praticamente nova que é preciso construir e essa tem sido a grande sina de Ivo Castro nos últimos mas também tem demonstrado a sua grande qualidade como técnico pois com o tempo põe as equipas a funcionar como uma máquina bem afinada.  

Pró Nacional AF Braga: Arões SC, 3 - Marinhas FC, 1 (Zezé bisou)

Texto e fotos: João Carlos Lopes 

Meia hora a sufocar resolveu o jogo 

O Arões SC entrou a vencer na temporada 2016/17, de novo no Pró-Nacional, tendo recebido e batido a formação da orla marítima do Marinhas FC, por 3-1. Para primeiro jogo da época as bancadas do Arões registaram um bom número de adeptos. 

Equipa de Eduardo Pereira entrou mandar no jogo e fê-lo com altivez até à primeira meia hora de jogo em que se colocou a vencer por 3-1. O primeiro golo apareceu cedo, aos 6' e surpreendeu a equipa esposendense com Marcos a fazer um lançamento lateral longo para a área onde apareceu Zezé a antecipar-se a um defesa contrário e a empurrar com o pé para a baliza. Marcos haveria de fazer mais lançamentos idênticos que levavam sempre perigo para a baliza contrária mas o Marinhas precaveu-se. 


O segundo golo  surgiu de nova bola parada, aos 18', depois de Fred, em dribles sucessivos ganhar uma falta à entrada da área. Agostinho encarregou-se de bater o livre com a bola a ser colocada, rasteira, ao poste mais distante fora do alcance do guarda-redes.  

O 3-0 apareceu aos 27', numa jogada em que Zezinho conduzia a bola na área e foi rasteirado por Dani que viu o único cartão amarelo do jogo. Zezé encarregou-se de converter o castigo máximo e bisou ao fazer o 3-0. 

O treinador do Marinhas, Rui Vasquinho, mexeu aos 35 minutos e com os fafenses a relaxar um pouco o 3-0 e a equipa marítima conseguiu reduzir para 3-1, aos 41', através de carioca que aproveito alguma apatia da defesa aronense naquele momento para cabecear uma bola bombeada para a área. 

Depois do intervalo o jogo foi mais enredado e tanto uma como outra equipa tentaram chegar ao golo. O Arões teve a partida controlada e surgiu mais rematador com Miguel, André, Zezé e Agostinho a terem possibilidade de alvejar a baliza.  

O Marinhas teve uma situação de um cruzamento remate aos 77' que obrigou Zé Fernandes a grande defesa para canto. 

Notou-se que foi uma partida de início de temporada em que o Arões se mostrou mais rotinado que o Marinhas que segundo seu treinador apresentou para este jogo cerca de nove jogadores, entre suplentes e titulares que eram seniores de primeiro ano. 

A equipa de Eduardo Pereira teve uma meia hora de grande futebol mas depois de ter o resultado praticamente feito tirou o pé do acelerador e permitiu ao Marinhas acreditar. Contudo os remates sa equipa visitante foram escassos. No primeiro que fez à baliza reduziu para 3-1 e na primeira parte teve apenas outro remate. Na segunda rematou muito menos que o Arões, pelo que os três pontos estão bem entregues, porém vai ser necessário aos aronenses manter a intensidade por mais de meia hora porque a este nível não há jogos fáceis. 


Jogo Campo do Centro da Formação da Juventude de Arões, Fafe

Árbitro: João Silva, auxiliado por João Carmo e Ruben Martins. 

ARÕES SC: Zé Fernandes; Marcos, Zé Pedro, Emanuel (Beijinhos, 75'), Zezinho, Barbosa, Fred, Agostinho, Miguel (Gutti, 75') Zezé e Hugo Dias. Treinador, Eduardo Pereira. 

MARINHAS FC: Pinha; Salgado, Luís Amorim, Carioca,  Rodrigo (Bruno santos, 35'), Dani, Mocho, Nandinho, Jerónimo e Rui Azevedo (Renato, 74'). Treinador, Rui Vasquinho. 

DISCIPLINA: Cartão amarelo, Dani, 26'. 

GOLOS: Zezé, 6' e 27', Agostinho, 18' e Renato, 41'.

ACD Pica apresentou-se para a época 2016/17 ainda desfalcada



Texto e fotos: João Carlos Lopes 

Unanimidade em assumir a subida de divisão

A ACD Pica apresentou-se para a temporada 2016/17, já sem os médios Jonas e João Cubillas, que se transferiram para o Mondinense FC, com quatro reforços e cinco promoções de juniores do Clube a seniores. 

Tanto o presidente Francisco Oliveira, como o técnico Paulo Soares comungam da ideia de que a Pica é candidata à subida e apontam como parceiros na candidatura o OFC Antime e Pevidém SC. 
Equipa técnica - O treinador Paulo Soares
é o segundo a contar da esquerda

Com a saída os dois médios o Clube vai ao mercado para recrutar jogadores uma vez que os dois eram titulares e vão fazer falta que terá que ser colmatada.

GUARDA-REDES: Carlos, Jorge Monteiro (ex-GD Fareja) e Serginho (ex-júnior ACD Pica).

DEFESAS: Miguel Soares, Davide, Rui Abreu, Gusto Lousada, Gabi (ex-júnior ACD Pica) e Rui Ferruge (ex-OFC Antime), 

MÉDIOS: China, Lobo, Catita, Fábio Pincha (ex-júnior ACD Pica) e Tiago Rodrigues (ex-júnior ACD Pica).

AVANÇADOS: Rui Ossos, Alírio, Rafa, Feirinha, Zé Beto (ex-GD Travassós), Jorginho (ex-OFC Antime), Rui Pedro (ex-júnior ACD Pica) e Ricardo Xuxu (ex-júnior ACD Pica). 

EQUIPA TÉCNICA: Paulo Soares, Ismael Sousa, Carlos Ribeiro e Armando Costa. 

DEPARTAMENTO FUTEBOL: Francisco Oliveira e António Cunha. 

MASSAGISTA: Carlos Piairo.

Ledman LigaPro: Sporting"B", 2 - A D Fafe, 4 (Garras da Justiça)

Redacção / AD Fafe 

Fafenses rugiram mais que o leão 


A primeira grande deslocação neste campeonato da Associação Desportiva de Fafe, para defrontar a congénere B do Sporting Clube de Portugal, culminou na primeira vitória da equipa fafense nesta competição. Numa primeira parte onde os Leões estiveram melhor que a turma minhota e onde se adiantaram no marcador, o segundo tempo foi todo ele da AD Fafe, que arrancou para uma vitória bem conseguida por 2-4. Allan Júnior na primeira parte e Ferrinho, Evandro Brandão e Leandro Borges foram os autores da remontada justiceira.

A jogar em casa e perante o seu público, o Sporting entrou a todo o gás na partida. Os comandados de João de Deus entraram muito pressionantes com os jogadores a tentarem mostrar mostrar o seu potencial. Por sua vez, a AD Fafe ia evidenciando dificuldades na sua saída de bola controlada e a ser obrigado a jogar muitas vezes pelo ar. O vento, que nesta partida desempenhou um papel importante, não ia ajudando os fafenses na sua estratégia de jogo.

De resto, o primeiro remate fafense surgiria quando estavam já decorridos 10’ de jogo, por intermédio de Ferrinho. Mas era o Sporting que ia dominando as circunstâcnias da parida. Por esta altura, Marçal ia correspondendo de forma exemplar ao muito trabalho de que ia dispondo. Por duas vezes, o guardião fafense anulou duas grandes ocasiões de golo em situações de um para um.

Depois dos primeiros 20’ de ímpeto sportinguista, os justiceiros equilibraram a partida, que passou a ser mais dividida no meio campo. Curiosamente o primeiro golo da partida acabaria por surgir no período mais equilibrado do primeiro tempo. Aos 33’, Ronaldo Tavares inaugurou o marcador após excelente trabalho individual sobre a defensiva fafense e a rematar cruzado sem hipóteses de defesa para Marçal.

Apesar do golo sofrido, o Fafe soube responder, demonstrando que a partida estava mais equilibrada. Aos 39’ Ferrinho trabalhou bem na esquerda a cruzar tenso para Evandro. Corte de um defesa leonino a ceder ponta de canto. Na sequência do mesmo, Allan Júnior fez o seu terceiro golo em outros tantos jogos nesta liga.

A resposta do Sporting B não pecou por tardia e logo no minuto seguinte a recolocar-se novamente em vantagem. Mais uma vez Ronaldo Tavares na origem do lance a desferir um remate cruzado com Marçal a responder com grande defesa mas com a bola a sobrar para Pedro Marques que só teve que encostar.

VI Passeio de Bicicletas Antigas de Fafe é este Domingo


Recue no tempo e reviva outros tempos 

Programa

09:00 h – Concentração na Praça 25 Abril (centro da cidade)

10:10 h – Foto de família

10:15 h – Início do passeio

13:00 h – Almoço

Taxa inscrição:

5 pedaladas – com lembrança

8 pedaladas – com lembrança + almoço


Inscrições e informações: 963 215 968

Rui Sampaio é reforço para a baliza do GCD Regadas

Texto: João carlos Lopes / Foto: DR 


Não há fome que não dê em fartura

O GCD Regadas contratou o guarda redes Rui Sampaio para a a sua baliza onde irá fazer concorrência a Júlio e Ismael que transitou da época passada, ficando assim com mais uma opção válida e experiente para este posto específico. 

O guardião, de 27 anos, fez a sua formação no CA Felgueiras, tendo representado, entre outros Clubes, o FC Felgueiras 1932, OFC Antime e GD Silvares. É mais uma opção às ordens de Zé Manel Teixeira.

De recordar que na época passada devido a castigos o GCD Regadas terminou lutou pela subida com um jogador na baliza, o herói Nuno Carneiro, pelo que não há fome que não dê em fartura, agora com mais uma opção. 

Recorde-se que o GCD Regadas faz hoje pelas 17 horas o primeiro jogo de preparação da época na deslocação ao terreno do OFC Antime.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Ases S. Jorge revelam o primeiro guarda-redes para a temporada 2016/17

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR 

A baliza já não está deserta

Depois de ter apresentado defesas, médios e avançados, os Ases de S. Jorge apresentam o primeiro guarda-redes da temporada, Bruno Magalhães, de 18 anos que renovou com a Colectividade da Cidade de Fafe. 

O guarda-redes tem ainda ainda idade de Júnior, e tinha transitado, na época passada dos juvenis dos Ases para os seniores, vai completar mais uma temporada com as cores do Clube.

Saiba quem são os convocados para o Sporting "B" - AD Fafe



Convocados // Sporting CP B x AD Fafe


Guarda-Redes: Marçal e Ricardo Fernandes.

Defesas: Dmytro, Vasco Cruz, Jota, Materazzi, Agostinho Carvalho e João Carneiro.

Médios: André, Silvestre, João Nogueira, Landinho e Ferrinho

Avançados: Marquinhos, Pedro Pereira, Alan Júnior, Evandro Brandão e Leandro Borges. 


Boletim Clínico: Xavi e Ricardo Ferreira.

AGENDA DESPORTIVA DE FIM DE SEMANA

ANDEBOL NACIONAL 

Liguilha 1.ª e 2.ª Divisão


Dia/Hora: 20 e 21 Agosto

Sábado: AC FAFE - SISMARIAS | 18H00 

Domingo: A. S. MAMEDE - AC FAFE | 18H00 

Jogos no Pavilhão de Avanca


FUTEBOL NACIONAL

Liga LedmanPro 

SPORTING "B" - AD FAFE
Dia/Hora: Sábado, 20 Agosto - 16H00 
Local: Campo de jogos n.º 1 da Academia do Sporting, Alcochete 

FUTEBOL DISTRITAL 

Campeonato Pró-Nacional 

ARÕES SC- FC MARINHAS
Dia/Hora: Sábado, 20 Agosto – 16H00
Local: Campo de Jogos do CFJ Arões

JOGO DE APRESENTAÇÃO

Juniores da AD Fafe 

AD FAFE - BOAVISTA FC
Dia/Hora: Sábado, 20 Agosto – 18H00
Local: Campo n.º 2 do Parque Municipal de Desportos 

JOGO DE PREPARAÇÃO 

Pré-temporada Divisão de Honra 

OFC ANTIME - GCD Regadas
Dia/Hora: Sábado, 20 Agosto – 17H00
Local: Campo de Jogos de Antime


TUNING

12.º Fafe Tuning 

International Motor Show
Dia/Hora: 19, 20 e 21 Agosto
Local: Parque da Cidade de Fafe 

Montelongo Desportivo completa hoje 8 anos de serviço público

Aí estão os nossos inícios!!!
Esta imagem vale mais que mil palavras 
que possam ser escritas 

Nada é eterno e um dia vamos acabar!



Parece que foi ontem mas estão volvidos oito anos sobre o nascimento do Montelongo Desportivo, que nasceu precisamente a 19 de Agosto de 2008. 

Fomos pioneiros na nova maneira de levar o desporto até aos fafenses e por muito que alguns queiram esse mérito ninguém nos o pode tirar. Além do mais mantemos a coerência de enaltecer e dar a conhecer o que de melhor há a nível desportivo em Fafe ou através de desportistas fafenses que actuam fora do Concelho.   

Ao longo destes anos recebemos o reconhecimento público que inclui um voto de louvor por unanimidade por parte da Câmara Municipal de Fafe. Mas outras instituições, de uma ou outra forma, reconheceram o serviço público que prestamos e a maneira séria com que fazemos jornalismo.  

Atingimos vários recordes a nível do nosso Blog, como ter 230.871 visitas no período de 30 dias, ou 56.967 visitas num só dia, mais de 4 milhões e cem mil no global, mas nem deitamos foguetes nem aproveitamos para tratar mal ninguém nessas alturas.

Orgulhamo-nos de trabalhar a grande maioria das notícias que nos chegam e as nossas 10 notícias mais lidas são mesmo as mais lidas de sempre. A verdade acima de tudo.

Tudo tem um termo e nós já estabelecemos uma meta para dar por encerrado este trabalho, longo, desgastante, a troco de nada e por vezes duro face às condições em que trabalhamos em muitos locais. Nada é eterno e o Montelongo Desportivo também não o será. 

Relembramos que surgimos a 19 de Agosto de 2008 e não há outro blog de desporto antes de nós em Fafe. 

Uma palavra de gratidão ao Ricardo Castro, Tiago João Lopes e Sara Margarida Lopes, porque contribuem, na realidade, para que este blog seja reconhecidamente um blog de referência e tenha aberto as portas a outros, dentro e fora do Concelho de Fafe. 

Obrigado a todos.

O editor de desporto. 

João Carlos Lopes

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

RG/C. Óptico Fafe com vitórias individuais e colectiva no Portugal Open DHU em Laúndos

Redacção / RG 

Restauradores da Granja/Centro Óptico de Fafe vence por equipas

- João Teixeira (cadetes), Rui Silva (master 30) e Maurício Conceição (master 40), triunfaram nas respetivas categorias

João Teixeira (cadetes), Rui Silva (master 30) e Maurício Conceição (master 40), da equipa fafense “Restauradores da Granja/Centro Óptico de Fafe”, repetiram o triunfo alcançado em Paredes de Coura, nas respetivas categorias no Portugal Open DHU, desta feita em Laúndos, Póvoa de Varzim, no passado dia 13/08/2016, no 4º DOWNHILL URBANO NOCTURNO de LAÚNDOS. No coletivo, a equipa Campeã Nacional “Restauradores da Granja/Centro Óptico de Fafe” foi a vencedora.

Em elites, os pilotos da equipa campeã nacional, Fernando Silva, Rui Teixeira (vencedor da 1.ª prova em Paredes de Coura) e Luís Costa, terminaram na 2.ª, 3.ª e 4.ª posições respetivamente. Diogo Pinto (juniores) foi 2.º classificado e António Cunha (master 30) terminou na 6.ª posição. Os pilotos da equipa fafense “Bike Smile” Ivo Teixeira terminou na 6.ª posição em elites e Raul Freitas competiu na promoção.

O Portugal Open de DHU prossegue no Funchal no dia 01/10/2016, com a realização da 3.ª e última prova, depois de Paredes de Coura e Laúndos (Póvoa de Varzim), competição instituída e organizada sob a égide da UVP – Federação Portuguesa de Ciclismo e pelas Associações de Ciclismo do Minho, Porto e da Madeira.

CRÉDITOS: Fotos: Luis Lima Production / Zoom Motorsport / Foto de Ivo Teixeira retirada do seu facebook: https://www.facebook.com/Ivo-Teixeira-1535939213371255/

Futsal Feminino: Clube Saúde de Fafe apresenta-se a 4 de Setembro em jogo

Texto: João Carlos Lopes 


Serpentes vão actuar no seu novo covil 

O Clube de Saúde de Fafe/Academia vai a apresentar o seu plantel no dia 4 de Setembro, pelas 21:00 horas no Pavilhão Multiusos de Fafe, contra a equipa do F. C. Sao Romão,  Clube que milita na A.F. Porto. 


Chegou a hora da equipa orientada por João Tristão e Tiago Carneiro mostrar as "serpentes" no seu novo covil e vê-la já em acção neste jogo de apresentação.  

Nuno Almeida (ex-GD Travassós) reforça meio campo do OFC Antime

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR 

Uma mais valia para os operários 

O possante médio, de 24 anos, Nuno Almeida é o reforço mais sonante para a temporada 2016/2017 por parte do OFC Antime que o recrutou recentemente, conforme informação veiculada pela Direcção do Clube. 

O jogador representava o GD Travassós na época passada e era um autêntico carregador de piano pois estava em todo o lado e acarretava com a equipa às costas com a sua voluntariedade e disponibilidade física. 

O lisboeta é uma cara bem conhecida do treinador António Pereira que já o treinava na temporada passada e é, sem dúvida, uma mais valia para a equipa dos operários, pois é um operário por natureza.   

Jogo de Preparação: Este Sábado OFC Antime - GCD Regadas


Futebol Popular: Kaká reforça GD Serafão

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR 

Bom filho a casa torna

O atleta Ricardo Carvalho, conhecido no futebol como Kaká, é novo reforço do GDC Serafão. O atleta já conhece bem a Chafarica pois representou as camadas jovens do Clube há uns anos atrás. Caso para dizer que bom filho a casa torna. 

Mais um jovem aos dispôr dos treinadores Miguel Carvalho e Pedro Alves que prometeram mais ambição para esta temporada a qual já deram início e até fizeram um jogo treino, quando se deslocaram a Porto D'Ave e venceram os juniores locais por 2-1.