.

.
.

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Div. Honra AF Braga: OFC Antime, 1 - CD Celoricense, 2 (Surpresa)

Texto e foto (Arquivo): João Carlos Lopes 

Faltou inspiração

O Operário de Antime, que registava duas vitórias em em dois jogos disputados, recebeu o Celoricense que até ao momento ainda não tinha pontuado e perdeu por 2-1. Previa-se um Antime determinado e ambicioso para dar seguimento aos triunfos  e um Celorico mais retraído e na esperança de reverter os maus resultados, o que veio a suceder.

O Antime foi dominante mas sem a inspiração atacante doutros jogos, jogando a um ritmo bastante baixo e com jogadas denunciadas, o agradou ao Celoricense que poucas vezes permitiu criar situações de perigo para a sua baliza. Excepção aos 19', em que Diogo cruzou atrasado, Marcelo, ao segundo poste encostou para Carioca que com um grande pontapé viu um adversário cortar quase em cima da linha de golo. A outra situação de perigo foi aos 36', numa jogada quase idêntica, desta vez foi Malhado a cruzar atrasado para Feirinha também ele a não conseguir finalizar.

Na segunda parte o Antime continuou a circular muito a bola mas sem objectividade. Só a entrada de Di Maria aos 67', é que veio mexer com o jogo, ao criar os desequilíbrios atacantes que até aí não tinham sucedido. Aos 73', o Antime chegou ao golo na conversão de uma grande penalidade convertida por Leo, a castigar um derrube sobre Diogo. 

Os operários podia ter marcado novamente aos 78', Di Maria ganhou a linha de fundo, cruzou atrasado para Diogo não conseguir concretizar.

O Celoricense ficou reduzido a dez aos 85' com o vermelho directo ao seu jogador por tentativa de agressão a Di Maria, quando este se isolava pela esquerda do seu ataque.

Quando tudo parecia estar resolvido, aos 90' um livre sobre a direita do ataque do Celorico, um alívio de um Operário sobrou para um homem do Celoricense que arrancou um portentoso remate com a bola a passar por todos os jogadores e a entrar na baliza.

A reviravolta aconteceu aos 94', um jogador do Celoricense quase do meio campo a aliviar, a bola apanhou Tozé de surpresa e adiantado, nada valendo a estirada deste para evitar o golo da derrota.

Derrota injusta do Antime e surpreendente peela forma como aconteceu, mas penaliza sobretudo os fafenses por aquilo que neste jogo nunca conseguiram produzir, praticando um futebol demasiado lento e muito denunciado.

Na próxima jornada o Antime joga novamente em casa por inversão da ordem de jogos com o Prazim e Corvite, pois este clube encontra-se a colocar relva sintética no seu campo de jogos.

No final deste encontro será o desfile e apresentação de todas as equipas da escola de formação "Os Operários".

OFC ANTIME: Tozé; Marcelo (Patocas, 77'), Malhado, Gustavo, Samu, Carioca, Edu, Tigana (Leo, 60'), Castanha, Diogo e Feirinha (Di Maria, 67). Treinador, Luís Miguel Barros. 

Futebol Popular: Defesa Pacheco é o último músico conhecido para a "tuna" da SR Cepanense

REDAÇÃO 

Já tinha passado pela formação do Clube


O plantel sénior da SR Cepanense continua a reforçar-se no ataque à próxima época com mais um jogador que conhece bem a casa:



Pacheco, é defesa, de 20 anos, que alinhou o ano passado no Matamá, clube da Liga de Futebol Popular de Guimarães, regressa a uma casa que bem conhece após já ter representado a Sociedade de Recreio Cepanense nas camadas jovens.

Segundos os responsáveis da equipa da tuna, será uma mais valia para aquilo que irá ser a época 2017/2018.

Juniores - 1.ª Div. AF Braga: OFC Antime, 2 - CD Ponte, 0 (Soube a pouco)

Texto e foto: João Carlos Lopes 

Operários ainda desperdiçaram muito trabalho

Os Juniores do OFC Antime, treinador por Pedro Ismael, receberam e bateram o CD onte por 2-0, em jogo que estava em atraso da 1.ª Jornada. Venceu a melhor equipa em campo que pecou muito na finalização pois construiu jogadas para marcar pelo menos uma mão cheia de golos.

O Antime entrou bem na partida e aos 13`, Zé Cigas apareceu isolado na cara do guarda redes do Ponte mas permitiu-lhe a defesa. Aos 14', Soares cruzou para a área onde apareceu Duarte a rematar para grande defesa para canto. Desse canto, apontado por Tomé ao segundo poste, onde apareceu Duarte a rematar e a inaugurar o marcador.

O Ponte podia ter empatado aos 18' mas o jogador isolado em frente a Cristiano chutou por cima. Não marcaram os vimaranenses fizeram-no novamente os Operários aos 21'. Duarte isolou Zé Cigas e este na cara do guarda redes não perdoou. Zé Cigas que podia ter feito o terceiro sobre o apito para o descanso quando foi assistido por Soares, mas depois de fintar o guarda-redes enviou a bola ao poste.

Na segunda parte o Antijme continuou a mandar no jogo. Aos 60`grande jogada de Fabinho que depois de fintar dois adversários, assistiu Tomé que rematou rente ao poste. Aos 75`grande jogada de Lemos pela direita, a cruzar para trás onde apareceu Zé Cigas a rematar, para grande defesa. Aos 80', Lemos apareceu fintou o guarda-redes e depois de perder ângulo de remate permitiu que o mesmo defendesse. Aos 85', Fabinho cruzou para a área onde apareceu Lemos a tocar a bola de calcanhar em lance acrobático, podia ter sido um grande golo mas a bola saiu rente ao poste.

OFC ANTIME: Cristiano; Paulo, Duarte (Lemos, 68'), Steinmaier, André Soares (Fabinho, 57'), José Cigas (Zé Barros, 83'), João Silva (C), Vítor Hugo, Tomé e Carvalho. Treinador, Pedro Ismael.

1.ª Div. AF Braga: GCRC Rossas, 2 - GD Vasco da Gama, 1 (Vascaínos foram macios)

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR

Rossas mais feliz em tarde de regressos 

O Vasco da Gama foi a Rossas perder por 2-1 num jogo histórico que assinalou o regresso dos dois clubes ao futebol distrital, daí o jogo ter gerado muita expectativa o que levou muito público ao Campo Campo Francisco Matos.  

As equipas porfiaram mas não alcançaram na primeira metade do desafio, apesar dos vascaínos terem entrado melhor.

Ao entrar com a mesma atitude na segunda parte o Vasco da Gama viria a alcançar a vantagem aos 60', através de Miguel, que já tinha marcado para a Taça. 

O golo fafense despertou a equipa de Vieira do Minho que mudou de atitude, tendo feito também substituições que fizeram o efeito desejado. O Rossas passou a exercer mais pressão sobre a bola, o que valeu chegar à igualdade à aos 75. Esse golo motivou ainda mais a equipa da casa que capitalizou a moral que lhe permitiu chegar ao golo da vitória. 

O Vasco da Gama ainda tentou conquistar pelo menos um ponto mas a pressão alta do Rossas e a virilidade com que disputava os lances, acabou por lhe garantir a vitória. 

GD VASCO GAMA: Fábio; Fernando, Rui, China, Mira, Rafa, Marcelo, Mica, Pirolas, Micoli e Miguel. Jogaram ainda, Gualter e Rafinha. Treinador, Tiago Silva.

domingo, 24 de setembro de 2017

Futsal - 2.ª Div. Nac.: AD Fafe, 9 - Pioneiros de Bragança, 1 (Goleada prometedora)

REDAÇÃO / Foto (arquivo): JCL

Póker de João Miguel e Hat-trick de Taipas 

A AD Fafe deu hoje o primeiro passo daquela que foi uma conquista inédita: a estreia na 2.ª Divisão Nacional de Futsal.

A estreia não poderia ter sido melhor, com uma vitória bem expressiva em casa contra o Pioneiros de Bragança. Perante um Pavilhão Municipal de Fafe bastante cheio e um ambiente fantástico criado pelos adeptos, os justiceiros golearam os visitantes por 9-1 e conseguiram assim assegurar os primeiros três pontos da época.

O início da partida até chegou a indicar algum perigo para a baliza fafense, com Rafa aos 2' a ter de realizar uma boa saída já pensada para não dar espaço a qualquer jogada mais ameaçadora. Pouco de um minuto depois, já os fafenses mostravam resultados, com João Miguel a inaugurar o marcador com um lance em que finta o guarda-redes adversário.

O Pioneiros reagiu bem ao golo e esteve perto do empate logo aos 6' quando, na sequência de um canto, envia a bola muito perto do poste da baliza fafense. Rafa teve de se manter atento porque sofreu alguns minutos de pressão por parte dos visitantes, conseguindo mesmo evitar o golo a uma tentativa de calcanhar.

Tanta insistência levou, porém, a que o empate realmente chegasse, perto dos 11'. João Miguel perde a bola no meio campo e o adversário rapidamente construiu uma transição rápida 2x1. Antes de entrar, a bola ainda sofreu um pequeno desvio que acabou por trair Rafa na hora de tentar defender.

Acabou por ser um golo que despertou ainda mais os justiceiros e, desde então, o marcador não parou de somar para o lado da AD Fafe. Cerca dos 10', João Miguel faz o 2-1, encostando a bola que já tinha sobrado de um remate de Carneiro. Avançamos 4 minutos e temos o 3-1, desta vez pelo pé de Mica, que insistiu após uma defesa incompleta do guardião.

Taipas seria o próximo a marcar, iniciando a segunda parte da partida da melhor maneira. Desta vez a solução veio na forma de um livre de 9m a favor dos fafenses. João Miguel tentou, um pouco mais tarde, fazer um chapéu ao guarda-redes mas viu o seu esforço não ser recompensado com o golo. O 5-1 teve também assinatura de Taipas, que teve o auxílio de Gijo numa transição rápida.

Numa altura em que a vantagem é favorável e o Pioneiros apenas já recorria a remates de longe como ofensiva, a tendência facilmente se adivinhou. Ricardo teve uma boa oportunidade a 11 minutos do final, mas a bola passou apenas perto do poste. Apenas 15 segundos depois, Taipas faz o 6-1 após desarmar o adversário mais atrasado e a rematar forte à entrada da área.

Teixeira na baliza ainda teve ação, aquando de um livre direto dos visitantes, conseguindo com sucesso evitar mudanças indesejadas no resultado até então construído.

Resultado esse que, mesmo a meio do segunda tempo, se alterou outra vez, com Ricardo a marcar para o 7-1. João Miguel seguiu-se com o 8-1 e Fabiano também entrou na lista de marcadores a fechar com o 9-1.

Com apenas mais 4 minutos para se jogar, Mica ainda tentou converter um livre de 10m (vindo da 6.ª falta do Pioneiros) mas o guardião adversário conseguiu defender. Vitinha faz 6.ª falta para a AD Fafe e também os visitantes beneficiam de um livre de 10m, mas Vitinha estava atento.

O jogo fechou com mais um livre de 10m para o adversário graças a falta de João Miguel, mas passou ao lado.

Encerrou-se assim a estreia da AD Fafe no campeonato da presente época, um primeiro passo que mostrou bem a raça que os justiceiros vão trazer para a 2.ª Divisão.


Próxima jornada será jogada mais uma vez em casa frente ao Carrazeda de Montenegro dia 30de setembro (sábado) às 18h00.

ADCR Santa Cristina venceu o torneio quadrangular de Atães

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR

Rosita bisou no jogo da final 

A ADCR Santa Cristina que prepara a nova temporada para o Campeonato de Futebol Popular da AMAF, venceu o torneio quadrangular de Atães, Guimarães, ao bater na final a equipa organizadora por 5-2. Nas meias finais, a equipa fafense tinha vencido os juniores do Aldão por 5-0.  

O jogo da final foi interessante de seguir e serviu, acima de tudo para as equipes fazerem testes nos seus plantéis, tendo o Agrupamento saiu vencedor por 5-2. Tirado melhor partido de todas as Golos 

Marcaram para a equipa orientada por Aníbal Martins, Pedro Rosita, que bisou, Simão na própria baliza, Rafael e Carlos.

Futebol Veteranos: UD Fafe, A60, 5 - AD Ala-Arriba, 4 (Álvaro bisou)

Texto e foto (arquivo): João Carlos Lopes 

Grande jogo de veteranos 

A UD Fafe A60 recebeu a formação da AD Ala-Arriba, tendo vencido por 5-4, em jogo a contar para o Campeonato Interplanetário da Amizade, com a equipa visitante a viajar de Mira.  

O jogo foi bem disputado, sob o signo do equilíbrio com o marcador a mexer muito mas para os dois lados. Ao intervalo a equipa orientada por Gentil Antunes vencia por 3-2. Braga abriu o activo, a equipa adversária ofereceu o segundo golo ao marcar na própria baliza e Álvaro fez o 3-0.  

A reacção da equipa de Mira na segunda parte foi enorme ao chegar ao empate a três. Álvaro voltar a marcar ao fazer o 4-3, mas os visitantes voltaram a empatar para depois Luís Mário, fixar o resultado final em 5-4.

1.ª Div. AF Braga: Arco Baúlhe, 4 - GD Fareja, 1 (Ferruge marcou e Samu assistiu)

Texto: João Carlos Lopes 

Comboio do Arco apitou mais alto

O GD Fareja, treinador por Hélder Oliveira, deslocou-se ao Campo n.º 2 de Morgade, em Arco de Baúlhe, tendo perdido por 4-1, com equipa local,orientada pelo também fafense José Manuel Teixeira. 


Entre duas equipas de ferroviários, cujas linhas já desactivadas nunca se cruzaram, foram os fafenses a fazer a locomotiva apitar primeiro, com um golo de Vítor Alves. Contudo, os arcoenses deram a volta ao resultado ainda na primeira parte com golos de Fernandes e Eduardo. 

Ainda na primeira parte, outro fafense ex-Regadas, Samu, falhou uma grande penalidade para os arcoenses. 

Na segunda parte o fafense redimiu-se ao assistir o conterrâneo Ferruge para o terceiro golo e Fernandes para o quarto.

1.ª Div. AF Braga: ACD Pica "B", 1 - FC Gandarela, 1 (Podia ter sido melhor)

Texto: João Carlos Lopes 

Bom desempenho com má finalização

A ACD Pica "B", estreou-se este domingo no Campeonato Distrital da 1.ª divisão série D com um empate a uma bola frente ao Gandarela, num jogo que teve uma bela assistência, dada a curiosidade de ver actuar esta equipa e a proximidade geográfica do adversário. 

Os jogadores da Pica B apresentaram-se algo nervosos para esta primeira partida mas volvidos cinco minutos começaram a tomar conta do jogo tendo-o controlado até ao final do primeiro tempo Marcelo marcou o primeiro golo do desafio aos 65' para a Pica. A equipa da Gandarela pouco importunava Marcos mas viria a beneficiar de uma série de ressaltos para chegar à igualdade  já próximo do intervalo. 

A segunda parte foi mais repartida. Ainda assim, Marquinhos, Flávio e Rui dispuseram de oportunidades para desfazer a igualdade. Um melhor aproveitamento das oportunidades criadas, principalmente no primeiro tempo podia ter ditado outro desfecho para a partida.

sábado, 23 de setembro de 2017

Galego Aser Estévez Cividanes foi o vencedor destacado do IV Circuito S. Mateus/ Era/Cleimag

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR 

Gabriel Castro foi 2.º da geral absoluta

O ciclista galego Aser Estévez Cividanes foi o grande vencedor do IV Circuito S. Mateus/ Era imobiliária/ Cleimag, uma corrida em que o espanhol ganhou avanço na zona de montanha e geriu a vantagem até final.  
Quem esteve em destaque foi Gabriel Castro, fafense que representa a ACD Pica DCC, ao obter o segundo lugar depois de se isolar de um grupo de persequidores ao vencedor. Adelino Silva completou o pódio.

Nas restantes classificações, Diogo Oliveira venceu em Sub 23; Hugo Pereira, em Master A; òscar Castro, em Master B e Joaquim Pinto, em Master C. 

CLASSIFICAÇÕES 
Elite/sub23
1- Diogo Oliveira
2 - Rui Magalhães 
3 - Daniel Alves

Master A
1 - Hugo Pereira
2 - Marco Correia
3 - Hernani Gouveia

Master B
1- Óscar Castro
2- Rui Mendes 
3 - Armindo Mansilhas

Master C
1- Joaquim Pinto 
2- Augusto Machado 
3- Fernando Castro

Div. Honra AF Braga: ACD Pica, 1 - Bairro FC, 1 (Árbitro protagonista)

Texto e foto: João Carlos Lopes 

Mostrados 12 cartões amarelos e 2 vermelhos 

A ACD Pica recebeu e empatou a uma bola com o Bairro FC, num jogo entre duas equipas que procuraram amealhar os três pontos mas que viram a sua acção condicionada, em muito, pela acção da equipa de arbitragem, que mostrou 12 cartões amarelos e dois vermelhos, estes um para cada equipa. Excesso de zelo e algumas decisões erradas condicionaram o espectáculo.

As equipas começaram com demasiadas cautelas e nos primeiros minutos apenas um remate de dois livres, sem consequências diziam da baixa actividade do jogo. Até que, aos 14', Nuno Silva recebeu a bola pelo lado direito, flectiu para o meio e disparou de pé esquerdo para um grande golo. 

A Pica respondeu de bola parada com André Jardim a bater um livre aos 19', para grande defesa de Rafa para canto. Aos 24', um contra-ataque e Alírio foi anulado já na área do Bairro e três minutos depois a equipa de Famalicão ficou reduzida a dez jogadores por expulsão de Zé, deixando a equipa condicionada. 

A primeira parte terminou com o futebol praticado a ser pouco atractivo e as equipas a deverem algo ao espectáculo. 

Um bom início de segunda parte foi determinante para a Pica que empatou aos 47', por André Jardim, de cabeça, bem assistido por Alírio que cruzou na direita. Jardim que podia ter facturado novamente aos 51', mas o remate frontal saiu frouxo. 

A equipa do Bairro tentou a sorte de longe quando Ivan apanhou Fernando fora da baliza e armou um chapéu mas sem as medidas certas. 

A Pica voltou a ter uma situação aos 64', Com Rui Pedro a rematar, à meia volta, de primeira na área com a bola a sair fácil para Rafa. Na resposta Fernando negou o golo a Faria que rematou em jeito, cedendo canto. Na sequência do canto, Pedro Martins cabeceou ao lado. 

A Pica ficou reduzida a dez aos 70', por vermelho directo a Rui Pedro, mais uma vez em excesso de zelo. 

Já em tempo de compensação foi anulado um golo ao Bairro, numa transição rápida que originou muitos protestos por parte dos famalicenses.

O resultado acaba por se ajustar face àquilo que as equipas fizeram ao longo de todo o jogo. Pelo número de cartões mostrados pode parecer que foi um jogo complicado assim não sucedeu, apenas houve alguém que chamou a si o protagonismo que devia ser para os atletas.  

Jogo no Campo de Jogos da Pica. 

Árbitro, César Picas, auxiliado por Domingos Ribeiro e Luís Torres. 

ACD PICA: Fernando; Balinha, Sérgio, Óscar, Rui Pedro, Chico, André (J. Rebeiro, 46'; Zé Luís (Nuno, 77'), Jonas, Alírio (Morais, 86') e André Jardim. Treinador, Fernando Fontão. 

BAIRRO FC: Rafa; Mendonça, Bruno, Zé, Nuno Oliveira, Ivan, Pedro Martins, Coruja, Edu (João Rui, 72'), Nuno Silva (Faria, 58') e China (Matos, 32'). Treinador, Lourenço Almeida.   

GOLOS: Nuno Silva, 14' e André Jardim, 47'.
    

Div. Honra AF Braga: UD Airão, 1 - GCD Regadas, 0 (Não bastou dominar)

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR 

Uma tremenda injustiça 

O GCD Regadas foi a Guimarães perder pela margem mínima com a UD Airão, mas efectuou um grande jogo, no qual mandou e que apenas falhou na concretização, tendo sofrido o golo na primeira parte. 

A equipa fafense entrou personalizada e sem receio de assumir o jogo. Se na primeira parte, a partida teve alguns momentos de equilíbrio, na segunda a equipa liderada por António Pereira teve um domínio avassalador ao ponto da equipa do Airão apenas chegar uma vez com perigo à área fafense. 

Foi uma tremenda injustiça para GD Regadas para quem o empate já era um mau resultado, quanto mais a derrota. 

A equipa está a subir de rendimento e face a essa produção os bons resultados vão, certamente, aparecer. 

Na próxima jornada desloca-se ao campo do Celoricense contabilizando o quarto jogo fora em quatro jornadas.

GCD REGADAS: Preto; Gabi, Marco André, Fábio, Diogo, Jorge Carneiro (Rui Rebelo, 70') Buga, Leandro ( Pauleta, 53') Gomes, Flávio (Oliveira, 75') e Nelinho. Treinador, António Pereira.

Equipa do Bairro FC no jogo contra a ACD Pica


Equipa da ACD Pica no jogo contra o Bairro FC


Futsal Fem. - 1.ª Div. Nac.: Nun'Álvares/IESFafe, 2 - EDC Gomdomar, 0 (Bom arranque)

Texto e foto (arquivo): João Carlos Lopes 

Regresso feliz ao nacional 

As seniores do grupo Nun'Álvares/IESFafe entraram com o pé direito na temporada 2017/18, tendo vencido a formação do EDC Gondomar por 2-0, no regresso ao Campeonato Nacional da 1.ª Divisão, onde disputa a Zona Norte. 

A equipa orientada por Rui Cunha já vencia ao intervalo por 2-0, com golos de Loira e de Bi e na segunda parte apesar de não ter marcado mais também não permitiu que as raparigas da terra da filigrana alvejassem a sua baliza. 

Um bom começo para a formação para as condestáveis que se reforçaram para esta temporada mas têm agilmas jogadoras lesionadas. 

Juniores - 2.ª Div. Nac.: CC Taipas 5 - AD Fafe, 2 (Tarde desastrosa)

Texto e foto (arquivo): João Carlos Lopes 

Caçadores de pontaria afinada 

Os juniores da AD Fafe tiveram uma tarde desastrosa no jogo da 4.ª Jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão, ao perderem com o CC Taipas por 5-2. 

O Fafe até entrou bem na partida, a criar oportunidades nos primeiros minutos mas com a pontaria desafinada. 

O Taipas que no primeiro quarto de hora não sequer ameaçado a baliza fafense, adiantou-se pouco depois no marcador na cobrança de um livre frontal. O segundo golo dos Caçadores não tardou, também na sequência de uma bola parada, contra a corrente do jogo.

O Fafe reduziu de penalti através de Rafa e quando a equipa fafense tentava reagir à desvantagem, nova falha defensiva e através de contra ataque o Taipas chegou ao 3-1. 

Depois do  intervalo, mais uma vez Rafa reduziu para 3-2 num remate de longe. Mas voltou a sofrer novamente de seguida com o Taipas a fazer o 4-2. 

Até ao final o Fafe dispôs de algumas oportunidades de golo mas, como quem não marca sofre e após novo contra ataque chegou o 5-2 para a equipa da casa.

1.ª Div. AF Braga: GD Cavez, 4 - GD Silvares, 1 (Começo em branco)

Texto e foto: João Carlos Lopes 

Cavez justificou a vitória

O GD Silvares perdeu por 4-1 na deslocação que fez a Cavez no jogo de estreia do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão 2016/17. 

A equipa orientada por PH teve quatro cantos a seu favor no primeiro quarto de hora. Pincha, Carneiro e Coelho tiveram oportunidade para marcar mas não conseguira. 

O Cavez ripostou aos 20', num remate para boa defesa de Luís. Na réplica, ao 22', Coelho remata à entrada da área levava selo de golo parecia golo certo mas saiu rente ao poste, chegando o intervalo sem golos.  

O Silvares colocou-se na frente após o intervalo, ao 46', de livre direto cobrado por Coelho. 

Numa recarga aos 62', o Cavez igualou a partida. Um minuto depois Pincha fez autogolo e colocou os cabeceirenses na frente. Aos 68' o Silvares dispôs de três cantos consecutivos e em dois deles podia ter empatado mas pecou na finalização, por Samu e Coelho. 

O Cavez chegou ao 3-1 aos 70', numa transição rápida, a deixar dúvidas quanto ao fora de jogo. Mais dois minutos em nova transição os locais fizeram o 4-1. Podiam ter feito mais um golo aos 90', em contra ataque rápido mas Luís defendeu para canto. 

O Cavez mereceu a vitória fruto da sua eficácia. O Silvares falhou na primeira parte e acabou por sofrer na segunda. 

GD SILVARES: Luís; Ferrinho, Carneiro, Papoila, Rui, Nando, Pincha, Samu, Coelho, Jorginho e Ratão. Jogaram ainda, Hugo, Liscas e Nuno Freitas.

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

AGENDA DESPORTIVA DE FIM DE SEMANA



TENIS - CIRCUITO BM CAR

10.ª ETAPA 
Dia/Hora: Sábado e Domingo, 23 e 24 Setembro
Campos de Ténis das Piscinas, Fafe 

FUTSAL MASCULINO 

2.ª DIVISÃO NACIONAL 
AD FAFE - PIO BRAGANÇA
Dia/Hora: Domingo, 24 Setembro – 18H00
Local: Pavilhão Municipal de Fafe

FUTSAL FEMININO

1.ª DIVISÃO NACIONAL 
NUN'ÁLVARES/IESFAFE - EDC GONDOMAR
Dia/Hora: Sábado, 23 Setembro – 18H00
Local: Pavilhão do Grupo Nun'Álvares, Fafe

FUTEBOL NACIONAL

JUNIORES - 2.ª DIVISÃO NACIONAL
CC TAIPAS - AD FAFE
Dia/Hora: Sábado, 3 Setembro, 15H00
Local: Campo n.º 2 do Montinho, Taipas, Guimarães

FUTEBOL DISTRITAL MASCULINO


DIVISÃO DE HONRA AF BRAGA
OFC ANTIME - CD CELORICENSE 
Dia/Hora: Sábado, 23 Setembro – 16H00
Local: Campo de Jogos de Antime

ACD PICA - BAIRRO FC
Dia/Hora: Sábado, 23 Setembro – 16H00
Local: Campo de Jogos da Pica, Fafe.

UD AIRÃO - GCD REGADAS
Dia/Hora: Sábado, 23 Setembro – 16H00
Local: Campo Paroquial de Airão, Guimarães

1.ª DIVISÃO AF BRAGA
GD CAVEZ - GD SILVARES
Dia/Hora: Sábado, 23 Setembro – 16H00
Local: Parque Eng. Pereira Leite, Cavez, Cabeceiras de Basto 


GRC ROSSAS - GD VASCO DA GAMA
Dia/Hora: Domingo, 24 Setembro – 16H00
Local: campo Francisco Matos, Rossas, Vieira do Minho.


ACD PICA "B" - FC GANDARELA
Dia/Hora: Domingo, 24 Setembro – 16H00
Local: Campo de Jogos da Pica, Fafe


DESPORTIVO ARCO BAÚLHE - GCD FAREJA
Dia/Hora: Domingo, 24 Setembro – 16H00
Local: Campo de Morgade n.º 2 A. Baúlhe, Cabeceiras de Basto 

Dr. António Castro e Cunha é o novo médico da Seleção Nacional Sub 18

Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR 

Fisiatra fafense vê o seu valor reconhecido

O médico fafense Doutor António Castro e Cunha começou oficialmente, neste mês de setembro, o seu trabalho na unidade de Saúde e performance da Federação Portuguesa de Futebol, onde é responsável pela equipa de Sub 18. Este convite vem na sequência do excelente trabalho que tem desenvolvido na área da medicina desportiva ao longo dos últimos anos.

Actualmente com 34 anos, António Castro e Cunha é um dos primeiros graduados de Medicina da Universidade do Minho, onde tirou a licenciatura com mestrado integrado no ano de 2007.

O grande sonho deste antigo praticante de Natação na AD Fafe, foi sempre exercer medicina desportiva ao mais alto nível, o qual veio a alcançar depois de se valorizar profissionalmente. Actualmente é médico especialista em Fisiatria na clínica Taipas  Termal, onde é chefe de equipa e utiliza técnicas vanguardistas. 

Castro e Cunha esteve seis épocas ligado ao Moreirense Futebol Clube, Clube da Primeira Liga Profissional de Futebol Portuguesa, do qual saiu na temporada passada, regressando agora aos grandes palcos desportivos através da Seleção Nacional de Sub 18. 

Futsal Fem. 1.ª Div. Nac.: Nun'Álvares recebe o EDC Gondomar


Futsal - 2.ª Div. Nac.: AD Fafe recebe o Pio Bragança Domingo na estreia


ACD Pica A e B jogam em casa no Sábado e no Domingo


Div. Honra AF Braga: UD Airão - GCD Regadas joga-se no Sábado

1.ª Div. AF Braga: GD Cavez - GD Silvares joga-se Sábado às 16H00

Futsal: AD Rumo ao Futuro tem treinos abertos para crianças e jovens desde Petizes a Juniores



quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Andebol 1: AC Fafe, 25 - Arsenal da Devesa, 28 (Está complicado vencer)

João Fernandes foi o melhor marcador
do AC Fafe com 5 golos
Texto e foto (arquivo): João Carlos Lopes 

Arsenalistas fizeram valer as suas armas 

O AC Fafe registou o quarto jogo consecutivo sem vencer, ao perder em casa com o Arsenal da Devesa, por 25-28, em jogo antecipado da 4.ª jornada, realizado na última quarta feira no Pavilhão Municipal de Fafe. 

A equipa orientada por Luís Silva permitiu que os arsenalistas passassem para a frente no marcador ainda na primeira parte e andaram sempre a tentar recuperar no resultado. Ainda que se tenham aproximado nunca conseguiram recuperar a diversas desvantagens. 

Ao intervalo a equipa fafense ainda esboçou uma boa recuperação ao chegar ao intervalo a perder apenas por uma bola 10-11.

Quando se pensava que os fafenses iam mudar o cariz do jogo na segunda metade, os bracarenses mantiveram a bitola exibicional e voltaram a vencer com um parcial de 15-17. 

Tal como sucedeu no jogo anterior em que apenas dois jogadores fizeram muitos estragos na equipa fafense, nesta partida houve algo semelhante, com Manuel Sousa e Rui Lourenço a marcarem sete e seis golos respectivamente, quase metade da produção da sua equipa. Do lado fafense destacou-se João Fernandes com cinco golos. Tiago Gonçalves, Vasco Santos, Vladimiro Pires e Mário Pereira marcaram quatro golos cada. 

Depois do empate com o Boa Hora, a derrota na Maia com o Ismai e esta derrota em casa, este é sem dúvida um mau começo de campeonato, pois estas equipas estavam ao alcance do ACF, ao contrário do Sporting que defrontou na primeira jornada.

terça-feira, 19 de setembro de 2017

BTT - Rota da Vitela reuniu 300 participantes num êxito estrondoso




















REDACÇÃO

"Fafe a Pedalar" promoveu as 
mais belas paisagens do Concelho

A Associação FAFCC-Clube Ciclismo Fafe a Pedalar promoveu no dia 17 de outubro o primeiro passeio BTT designado ROTA DA VITELA. O passeio promoveu as mais belas paisagens de Fafe, tais como a Casa do Penedo, Salto da Pedra Sentada, Barragem de Queimadela entre outras. 

O passeio contou com cerca de 300 participantes associados a 56 equipas oriundas das mais diversas zonas do País.  Teve ainda o apoio institucional da Junta de Freguesia de Fafe, Câmara Municipal de Fafe, Bombeiros voluntários de Fafe, Associação de ciclismo do Minho e Ciclismo + TV.  

Márcio Ribeiro vai treinar os juvenis da ARDC Gondim Maia

Márcio aqui ao cento 
Texto: João Carlos Lopes / Foto: DR 

Nova etapa na carreira do novo treinador


O treinador fafense Márcio Ribeiro, após ter recebido algumas propostas decidiu-se por treinar a ARDC Gondim Maia, onde já se encontro a trabalhar e a preparar a nova época desportiva desde meados de Agosto. O primeiro jogo oficial dos juvenis do Gondim é no dia 30 de Setembro. 

Márcio Ribeiro, tem 25 anos e possui a licenciatura e mestrado na área do desporto. Começou a sua carreira desportiva por baixo, entre 2012/13 e 2014/15, treinou os Sub 8, Sub, 9 e Sub 10 do Sport Clube Vila Real. De 2015 a 2017 foi treinador Adjunto dos Seniores do mesmo Clube no CNS. Em 2015/2016 treinou os juvenis do Vilanovense FC e em 2016/17 os juniores da mesma colectividade.

AMAF - Saiba quem são as equipas de Futsal Petizes, Traquinas, Benjamins e Seniores femininos

AMAF - Saiba quem são as equipas de Futsal seniores e veteranos e Futebol de 11

Cepanense com mais três reforços

Redação

Nove jogadores já confirmados

O plantel sénior continua a reforçar-se neste ataque á próxima época com três adições para o nosso plantel 2017/2018 :
- Scolari, avançado de 20 anos, depois de uma paragem forçada regressa ao futebol. Com a formação feita na sua maioria na Associação Desportiva de Fafe, Scolari Fonseca chega proveniente da equipa júnior da Associação Desportiva de Fafe;
- Bruno Silva, médio de 24 anos que chega proveniente do S. Clemente. Com formação feita em clubes como Vasco da Gama, Fafe e Vizela Vizela, Bruno Silva enquanto sénior representou o Pardelhas e o S.Clemente;
- Marcelo Fernandes, avançado de 30 anos, mas que também pode atuar como médio, chega proveniente do Agrupamento de Santa Cristina. Na sua carreira conta também com passagens em clubes como Marinhão, Fareja e Atães.
Serão sem sombra de dúvidas mais valias para aquilo que irá ser a época 2017/2018.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Div. Honra AF Braga: UD Airão, 2 - OFC Antime, 4

Texto: João Carlos Lopes 

Edu voltou a bisar e Ricardo Morais lesionou-se com gravidade


O Operário de Antime foi a Airão arrancar uma vitória expressiva, num campo onde não vai ser fácil trazer de lá pontos, dadas as reduzidas dimensões, mas sobretudo pelo valor da equipa local.

A primeira parte foi de domínio absoluto do Antime que pressionou em todo o terreno e criou boas situações de golo. Aos 5', Feirinha rematou ao lado, aos 8', Malhado isolou Diogo foi desarmado dentro da área e aos 14', Feirinha também isolado falhou o chapéu ao guarda redes local.
.
Como quem não marca sofre, assim foi. Aos 18' o guarda-redes do Airão fez um corte à saída da sua área e isolou um colega que perante Carlos inaugurou o marcador. 

Este golo não mudou o cariz do jogo e o Antime acentuou a pressão na busca, agora do do empate,o que veio a acontecer aos 33', numa jogada de Diogo pela direita, que cruzou atrasado para defesa do guarda redes local e na recarga Edu encheu o pé esquerdo e fez a igualdade. Aos 36', Feirinha ainda dispôs de uma oportunidade soberana para dar vantagem no marcador ao Antime, recebendo uma bola na área, rodou sobre o adversário mas o seu remate saiu a rasar a trave. 

O Antime adiantou-se no marcador aos 40' de Edu, na marcação de um livre com o pé esquerdo à entrada da área, indefensável para o guardião do Airão. 

Na segunda parte alterou-se um pouco o figurino do jogo, pois o Antime entrou muito passivo e o Airão instalou no seu meio campo, aproximando-se mais vezes da baliza de Carlos e viria a conseguir o golo do empate aos 64', na cobrança de um livre à entrada da área, indefensável para Carlos.

O golo espevitou a equipa do Antime que tomou novamente o comando do jogo, construindo boas jogadas de ataque todas com perigo.

Aos 64' Feirinha poderia dar novamente vantagem ao Antime pois apareceu isolado sobre a esquerda, mas o seu remate saiu ao lado do poste contrário. Aos 71', Di Maria viu um golo anulado por pretenso fora de jogo.

A justiça no marcador surgiu aos 76', num livre de Tigana a que Malhado com entrada de rompante marcou o 2-3.O quarto golo dos Operário surgiu aos 87' através de Diogo, que recebendo a bola à entrada da área apareceu isolado a atirar para o poste mais distante.

Vitória merecida do Antime que fica manchada pela lesão, de alguma gravidade, de Ricardo Morais na última jogada antes do intervalo.
Na próxima jornada o Operário de Antime recebe o Celoricense.

OFCA: Carlos; Ricardo Morais (Di Maria aos 45m); Malhado; Gustavo, Samu; Carioca; Patocas (Tigana aos 65m); Edu; Feirinha Marcelo aos 81m); Diogo e Castanha.

Nun'Alvares IESFafe apresentou as duas equipas de seniores e os Juvenis

Texto e fotos: João Carlos Lopes 


O rebuliço do futsal dos Condestáveis está de volta 

Foi uma verdadeira maratona de futsal a que o Grupo Nun'Álvares/IESFafe proporcionou na tarde e principio de noite de de sábado, com a apresentação das suas equipa se seniores e juvenis masculinos e de seniores femininos, em três partidas disputadas contra equipas similares da equipa espanhola, de Vigo, Red Blue. 

A primeira equipa a apresentar-se foi a formação sénior feminina que bateu as espanholas por expressivos 12-0, denotando-se uma grande diferença de qualidade entre as duas formações. 

Os juvenis do Nun'Álvares/IESFafe jogaram de seguida contra uma equipa de espanhóis que tinham mais que juvenis e por isso mesmo fizeram valer essa diferença de idades o que provocou também um resultado desnivelado de 9-0 a favor da formação galega. 

Os seniores masculinos foram os últimos a ser apresentados e bateram os espanhóis por 3-0, mostrando estar no bom caminho para a temporada que se avizinha no Campeonato Distrital. 

Muita gente a assistir a estes jogos que permitiram um intercâmbio cultural entre as duas equipas e proporcionaram momentos de bom futsal.